Artes Marciais

muaythai

Muay Thai

O Muay Thai, também conhecido como boxe Tailandês, é um esporte originado na Tailândia, com mais de 1000 anos de existência. O esporte teve muita popularidade, pois na época em que começou teve o apoio do rei da Tailândia, conhecido como Tigre, o mesmo foi um dos maiores lutadores da história da Tailândia, e por sua popularidade o treinamento também era ensinado nas escolas, além de ser obrigatórios para os soldados. Já no Brasil o Muay Thai chegou no ano de 1979. Em 1980 foi inaugurado a primeira associação e em 1981 foi disputado o primeiro campeonato entre o Rio de Janeiro e o Paraná.

Conhecido como um esporte de combate muito violento, com o uso dos cotovelos, joelhos, golpes com a canela, chutes e também golpes giratórios.

As Cotoveladas podem ser usadas em diversos ângulos, como na diagonal, para cima ou para baixo. Esse golpe é mais usado quando a distância para o adversário é pequena.

Os Joelhos são usados em 4 golpes diferentes: kao dode – pulo para cima e com a mesma perna é dado um golpe com o joelho; kao loi – pulo para o lado e com a mesma perna se da à joelhada; kao tom – joelhada para cima em linha reta e o kao noi onde a joelhada busca a coxa ou a barriga do adversário.

Os socos também são utilizados de 4 formas: jab – soco com a mão da frente buscando o queixo do adversário; o direto é com a mão de trás buscando também o queixo; cruzado é o que cruza a linha frontal do adversário e o upper é o soco de baixo para cima buscando o queixo.

Os chutes no muay thai são utilizados com o pé ou com a canela e existem 3 formas: round kick o chute circular que busca a coxa, costela ou cabeça, front kick é o chute frontal que busca a defesa de um golpe e já preparar para o ataque, spin back kick com um giro acerta o adversário com o calcanhar.

Esta arte tem técnicas de ataque e defesa, e é um tipo de arte marcial onde existe muito atrito com o adversário.

Nos tempos em que o Muay Thai surgiu na Tailândia, os monges budistas tinham a tradição de tatuar o corpo para se ter a proteção divina, e com isso também acreditam que têm a capacidade de conseguir a admiração dos adversários. E esta tradição também existe no Brasil, a grande maioria dos lutadores tem tatuagens pelo corpo. O símbolo no muay thai é a cobra Naja, pois como a Naja os lutadores devem ter um bote veloz e preciso e também bom reflexo.

 

Veja nossos horarios

 

   

jiujstisu

Jiu Jitsu

Foi depois da fracassada tentativa do império japonês de colonizar o norte do território brasileiro que nasceu a amizade entre Conde Koma e Gastão Gracie, patriarca de uma família de imigrantes escoceses que havia se fixado em Belém. Em retribuição à acolhida no momento em que era grande a rejeição aos japoneses no Brasil, Koma passou a ensinar sua arte ao mais velho dos filhos de Gastão, Carlos. São poucas e conflitantes as informações a respeito deste período, mas o fato é que Carlos foi aluno de Koma por não menos do que dois anos e não mais do que quatro.

Durante este tempo, o japonês ensinou ao irmão de Hélio os princípios fundamentais do Jiu-Jitsu, como o de utilizar a força do oponente como arma para a vitória, bem como técnicas eficientes para vencer em lutas de vale-tudo. Seu método de luta principal era usar chutes baixos e cotoveladas para se aproximar do adversário antes de levá-lo para o chão. Nos treinamentos, botou em prática o “randori”, treino à vera que havia sido banido por Jigoro Kano em suas aulas.

Anos depois, em 1925, Carlos Gracie abriu sua própria academia de Jiu-Jitsu. Para os seus alunos, passou ensinamentos e métodos desenvolvidos por ele próprio através dos anos. Enquanto isso, Maeda seguiu viajando pelo Brasil e pelo mundo. Ensinadas as técnicas básicas e a visão estratégica que um lutador necessita para vencer, não havia muito mais o que fazer. Estava passada aos Gracie a missão de desenvolver o Jiu-Jitsu. E assim aconteceu.
Benefícios do Jiu-Jitsu

O Jiu-Jitsu é um esporte intelectualizado, tendo em vista sua complexidade. Seus movimentos regulam o motor, atuando como efeito de psico motricidade, autoconfiança e total controle de si mesmo, condicionando reflexos, induzindo a decisões rápidas e seguras. É fácil verificar a utilidade do Jiu-Jitsu na educação, já que a criança e o jovem, vítimas maiores da insegurança e dos temores, bem depressa aprendem a ter confiança em si mesmos, passando a ter maior desenvolvimento nos estudos, nos esportes em geral e no relacionamento familiar, pois a confiança que adquirem com a prática do Jiu-Jitsu lhes permite até mesmo eliminar a agressividade própria dos inseguros, e lhes dá desinibição indispensável ao relacionamento com seus semelhantes, pois os princípios de ordem moral e física que o praticante adquire, trazem-lhe subsídios valiosos na formação de seu caráter e de sua personalidade. Isto é válido também para os adultos, pois a confiança em si próprio é a mola-mestre do sucesso em qualquer ramo de atividade humana.

 

Veja nossos horarios